SEJAM BEM-VINDOS!

APRESENTAÇÃO

A disciplina de Língua Portuguesa e a formação do professor nessa área específica têm sido alvo constante de críticas. Geralmente, aponta-se o descompasso existente entre os avanços da ciência linguística e a prática do ensino de língua portuguesa nas escolas brasileiras. Professores, linguistas, pesquisadores da Educação, estudantes e pessoas de modo geral, frequentemente, abordam questões referentes ao artificialismo presente nas aulas de Língua Portuguesa nas escolas de nível fundamental e médio, criticando uma prática de ensino pouco produtiva para o desenvolvimento da competência comunicativa dos alunos. Nessas discussões, apontam-se, por exemplo, a ênfase excessiva no ensino de uma gramática anacrônica e descontextualizada bem como a tímida presença do texto nas salas de aula, o que leva a um ineficiente trabalho com a leitura e a escrita. Assim, o Departamento de Letras e Artes da UEFS, por meio do Colegiado de Pós-Graduação Lato Sensu em Letras, cumprindo uma de suas funções sociais, a da formação continuada de professores do ensino fundamental e médio, oferece o curso de Especialização em Linguística e Ensino-Aprendizagem de Língua Portuguesa.

Nesse sentido, o quadro de professores do DLA encontra-se em condições de contribuir para a melhoria do ensino de Língua Portuguesa nas escolas da região, por meio de uma metodologia que proporcione aos alunos, além de conhecimentos teórico-práticos acerca dos estudos linguísticos, uma concepção crítica sobre o ensino de língua portuguesa nas escolas, superando, assim, visões preconceituosas e mecanicistas do ensino-aprendizagem de línguas.  Desse modo, almeja-se possibilitar aos cursistas condições para que aperfeiçoem a sua prática pedagógica, superando a reprodução do conhecimento com ênfase numa gramática normativa descontextualizada.

Ressalta-se que a melhoria qualitativa da educação brasileira, em todos os níveis, perpassa pela necessidade da qualificação de seu quadro docente, além, é claro, do aumento de investimentos financeiros, com melhorias na infraestrutura das escolas, acompanhada de políticas públicas que priorizem uma educação básica com qualidade.

HISTÓRICO

O Departamento de Letras e Artes (DLA) oferece, desde o ano de 1995, cursos de especialização na área de Linguística. Inicialmente, esses cursos tinham natureza modular e as disciplinas eram ministradas por professores de outras universidades. Essa estrutura funcionou até o ano de 2003, tendo resultado na finalização de duzentos e oitenta e oito (288) monografias de final de curso, capacitando, assim, professores de diversas instituições de ensino na região de Feira de Santana bem como de Santo Amaro e de Lençóis. No ano de 2004, importantes mudanças ocorreram no funcionamento desses cursos, pois, além de se terem unificado os cursos de Língua Portuguesa: Gramática e Língua Portuguesa: Texto no curso de Especialização em Estudos Linguísticos, as disciplinas passaram a ser ministradas exclusivamente por professores do quadro da UEFS, uma vez que, a partir daquele ano, o DLA já contabilizava um número considerável de mestres e doutores, o que não mais justificava os custos didáticos e financeiros que a antiga estrutura emanava.

A criação do curso de Especialização em Estudos Linguísticos naquele ano foi um importante passo para o fortalecimento da pós-graduação na área de Linguística na UEFS. A estrutura curricular do curso centrava-se nas principais áreas da Linguística, dando uma visão geral dos campos de pesquisa desse ramo do conhecimento, permitindo que os professores socializassem suas pesquisas de mestrado e de doutorado entre seus alunos. Os estudantes das quatro turmas já oferecidas entraram em contato com as atualidades das pesquisas linguísticas e se prepararam para seleções de ingressos em programas de pós-graduação stricto sensu.

No ano de 2009, sentiu-se que novas mudanças na Pós-Graduação Lato Sensu na área de linguística deveriam ser realizadas. Os motivos para essas mudanças foram vários, sendo o principal o de caráter genérico do curso, voltado a preparar alunos para seu ingresso em cursos de Mestrado/Doutorado, e o desejo de centrar a proposta num curso que incentivasse a formação continuada de professores do Ensino Fundamental e Médio, destacando, pois, a natureza social da Pós-Graduação Lato Sensu. Começou a se fortalecer, na UEFS, o espaço para outra área dos estudos da linguagem, a saber, a Linguística Aplicada, cujo foco, entre outros, é o do ensino-aprendizagem de línguas e das políticas linguísticas.  No momento, já foram concluídas duas turmas desse curso e outra está em andamento.

Anúncios